Emigrantes de Cabo Verde em Roterdão criam Núcleo Pró-Tarrafal para apoiar a terra natal

Os emigrantes tarrafalenses residentes em Roterdão, Holanda, vão criar um Núcleo Pró-Tarrafal, com o objetivo de apoiar e contribuir para o desenvolvimento da terra natal.
A informação foi avançada pelo presidente da Câmara Municipal, José Nunes Soares, que, a convite da Associação do Tarrafal em Roterdão, Holanda, realizou uma visita de 21 a 24 de Outubro, acompanhado do vereador do Planeamento, Urbanismo e Obras, Ricardo Rodrigues.
De acordo com a mesma fonte, o desafio já foi lançado e assumido.
O autarca diz acreditar que no início de 2018 o Núcleo Pró-Tarrafal estará já criado, para que os emigrantes tarrafalenses possam “fazer muito mais para eles, suas integrações, e também ajudar a sua terra natal, Tarrafal”.
Além disso, indicou que os emigrantes apontaram as suas dificuldades, constrangimentos, problemas, mas também deram sugestões, fizeram críticas “construtivas”, e mostraram que estão empenhados em participar no crescimento e desenvolvimento do daquele município do interior da ilha de Santiago.
O autarca disse ainda que alguns dos emigrantes mostraram interesse em investir no Tarrafal, ajuntando que com a criação deste Núcleo vão estabelecer uma “espécie de ponte entre o consulado, emigrantes e município, e fazer alguma prospeção junto dos empresários holandeses para investirem no município.
Além da criação deste Núcleo, apontou ainda outro resultado, neste caso a nível do desporto, em que há uma grande campanha junto de uma equipa holandesa para recolha de materiais desportivos para depois serem enviados para o município, para além apetrechos para a unidade sanitária de base e escolas.
Na Holanda, o edil manteve contado ainda com o cônsul-geral de Cabo Vede naquele país europeu, com a comunidade cabo-verdiana emigrada, tendo apresentado aos empresários holandeses as “grandes oportunidades” de negócios existentes no concelho.

Exit mobile version