Os 90 anos de Raúl Benevides e um exemplo vivo que honra a comunidade portuguesa nos EUA

Antropólogo, mais de meio século de rádio, fundador de diversas iniciativas socioculturais na comunidade lusa da Nova Inglaterra e detentor de várias distinções na comunidade e nos Açores

Francisco Resendes / Portuguese Times

Raúl Benevides completou no passado dia 02 de julho, 90 anos de vida.Natural dos Arrifes, ilha de São Miguel, imigrou nos anos 60 para os Estados Unidos com a família, numa altura de intenso e ativo fluxo migratório proveniente de Portugal.

Uma vez aqui chegado, começou por trabalhar como operário na Base Naval de Newport, RI, posição que ocupou durante quatro anos, para nos próximos dez anos seguintes desempenhar o cargo de consultor de marketing na Ford Motor Company, principalmente junto da comunidade portuguesa.

Mas o “bichinho” da rádio nunca o largou e eis que em 1970 cria o programa radiofónico “Açores-Madeira”, transmitido através da estação emissora WKFD, de North Kingstown, RI. Vinte anos depois, em 1990, “Açores-Madeira” passa a ser transmitido através da WHTB, de Fall River, aos domingos, entre as 8h00 e as 15h00 e, posteriormente, o programa “Despertar”, com transmissão diária entre as 5h00 e as 10h00. Ambos os programas com grande audiência, sobretudo na área de Fall River, dedicados à comunidade de expressão portuguesa e que constam, para além da música portuguesa, de entrevistas, tópicos educacionais, humor e linha aberta.

Ainda na área da comunicação social, Raúl Benevides fundou o programa de televisão diário “Portuguese American-Azores/Madeira”, focando temas culturais, entrevistas e música.

Foi um dos fundadores da Prince Henry Society, uma organização cultural e de apoio a estudantes de ascendência portuguesa com a atribuição de bolsas de estudo, bem como no apoio a iniciativas caritativas à comunidade portuguesa. Foi o primeiro vice-presidente da PHS em 1984.

O seu nome está ligado também à fundação da Portuguese Business Association, tendo sido eleito presidente desta associação de empresários luso-americanos em 1983. Foi um dos fundadores do Ateneu Luso-Americano, em Fall River, entretanto já extinto.

Ainda na sua faceta de um dos maiores antropólogos da comunidade portuguesa da Nova Inglaterra, Raúl Benevides tem o seu nome ligado a numerosas campanhas de recolha de sangue para a Cruz Vermelha Americana e em 1993 assumiu o cargo de organizador, produtor e coordenador da campanha para angariação de fundos destinada a manter as casas “Rose Hawthorn Lothrop”, que acolhem doentes em fase terminal.

Outra iniciativa caritativa foi a organização de diversas campanhas, durante 13 anos, para angariação de fundos para as casas do Gaiato em Portugal. Ainda na sua faceta de antropólogo destaque-se, desde 1981, o seu envolvimento, na campanha de angariação de fundos em prol da Sociedade de Leucemia nesta região e, em 1980, envolveu-se ativamente na campanha de angariação de fundos para reconstrução do “Asilo das Meninas da Terceira”, destruído pelo sismo que assolou a ilha Terceira em 1980. Envolveu-se em muitas outras iniciativas de caridade e de apoio aos mais necessitados.

Reconhecido como grande antropólogo e ativo elemento em diversas iniciativas comunitárias de relevo, foi agraciado com a medalha “Ordem de Mérito” pelo Presidente da República Portuguesa, sendo ainda distinguido como “Homem do Ano” pelo Correio dos Açores. A sua popularidade como radialista teve como prémio, durante cinco anos consecutivos, a atribuição de o locutor português mais popular da Nova Inglaterra, organizado pelo extinto jornal “Azorean Times”, sendo ainda distinguido como “Homem do Ano” pelo nosso colega O Jornal, de Fall River.

Em 1994 a Prince Henry Society de Massachusetts homenageou-o como “Homem do Ano”, sendo ainda distinguido com “Certificado de Mérito” pela Guarda Nacional dos EUA e pelo Departamento do Exército e Força Aérea dos EUA.

A nível municipal, Benevides foi agraciado pelo mayor de Fall River, como “Homem do Mês”, pelo seu empenho no desenvolvimento da comunidade em geral, em 1995, sendo também distinguido pelo Conselho Municipal e Câmara do Comércio de Fall River, pelo seu incansável serviço prestado à comunidade.

A comissão organizadora das Grandes Festas do Espírito Santo da Nova Inglaterra homenageou-o em 1994, pelo apoio e contributo ao engrandecimento das festividades.

Outras organizações comunitárias lusas reconheceram o seu papel ativo e importante em prol da comunidade portuguesa, nomeadamente a antiga Banda Açoreana, a Banda Nossa Senhora da Luz, de Fall River, a Banda Santa Isabel, de Bristol, a Sociedade Cultural Açoriana e Associação Cultural Lusitânia, ambas de Fall River.

No seu currículo contam-se também numerosas distinções de organizações americanas, tais como Leukemia Society of America, American Cancer Association, American Red Cross, Southeastern Massachusetts Planning and Development, Inc. e Boys Scouts of America.

A sua faceta de voluntário e antropólogo teve ainda o reconhecimento do Senado de Massachusetts e do antigo governador de Massachusetts, William F. Weld.

Parabéns a Raúl Benevides pelo seu rico percurso como homem da comunidade, da rádio e grande antropólogo.

Francisco Resendes

Exit mobile version