Sabe o que comiam os reis de Portugal e do Brasil?

O livro ‘Arte da Cozinha’, de 1876, foi reeditado no Brasil e apresentado esta semana em Brasília.
A obra “Arte da Cozinha”, cuja primeira edição data de 1876, tem mais de 100 receitas criadas pelo cozinheiro português João da Matta para jantares organizados pelas famílias reais de Portugal e imperial brasileira, como a sopa ‘royal’, bacalhau de cebolada à diplomata ou pudim à brasileira.
Esta reedição conta com dois mil exemplares e decorreu na embaixada portuguesa em Brasília, com o objetivo de «reforçar os laços históricos que unem Brasil e Portugal com o resgate dos elementos do património histórico comum», segundo a embaixada.
O ‘chef’ português Vítor Sobral recriou, num jantar, algumas das receitas que constam no livro: a refeição começa com uma sopa ‘royal’, seguindo-se camarão de fricassé, sendo os pratos principais bacalhau de cebolada à diplomata e arroz de cabrito. Para sobremesa, pudim de pão à brasileira.
No essencial, Vítor Sobral garante que vai respeitar as receitas originais, com “pequenas alterações”.
«À época, a cozinha francesa estava muito em voga e as receitas tinham muita manteiga», um elemento que o cozinheiro português disse ter reduzido.
O livro apresenta mistura de receitas das culturas portuguesa e brasileira.
“É uma ‘cozinha de sobrevivência’, em que a técnica era muito idêntica, mas os produtos não eram iguais em todo o lado, por isso fazia-se em função daquilo que estava disponível”, descreveu Vítor Sobral à agência Lusa.
O ‘chef’ português, com restaurantes nos dois países, garante que “a mesa é uma boa forma de recordar a importância que Portugal tem para o Brasil e vice-versa”.
O livro faz parte do acervo de 460 obras raras do Grémio Literário Recreativo Português, localizado na cidade brasileira de Belém, que tem ao todo entre 35 e 40 mil títulos. As vendas da obra gastronómica revertem para a preservação e digitalização de todo o acervo da biblioteca, composta também por fichas de inscrição e registos portuários de portugueses quando eles chegaram ao Brasil, que têm grande relevância histórica.
A participação na apresentação do livro, em Brasília, foi um dos pontos do programa da visita do secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, ao Brasil, que começou a 26 de abril em São Paulo e decorre até ao próximo dia 30 de abril.
Hoje (28 de abril), José Luís Carneiro contactará com a comunidade portuguesa em São Luís, no estado do Maranhão, viajando depois para a cidade de Manaus, que visita pela primeira vez.

Exit mobile version