Veja todos os golos de Ronaldo pela Seleção Nacional de Portugal

Cristiano Ronaldo é o segundo jogador da história com 100 golos numa seleção

O português Cristiano Ronaldo tornou-se hoje o segundo jogador da história do futebol a chegar aos 100 golos por uma seleção, ao faturar na Suécia, em encontro do Grupo 3 da Liga A da Liga das Nações.

Cristiano Ronaldo, a lenda, continua e não tem fim à vista. A Friends Arena, em Solna, é um dos palcos de eleição da estrela portuguesa, que ali arrasou em 2013 ao fazer um hat trick que apurou a equipa das quinas para o Mundial do Brasil. Nesta terça-feira o CR Show voltou a estar em exibição e só faltou o público nas bancadas. Os dois golos que marcou deram a vitória a Portugal por 2-0 frente à Suécia, e, mais do que isso, permitiu-lhe ultrapassar a barreira dos cem golos com as quinas ao peito.

A Friends Arena, Arena dos Amigos na tradução para português, é tudo menos amistosa para os suecos, pois a sua seleção é uma das maiores vítimas, a par da lituana, da arte de Ronaldo. É que este estádio, nos arredores de Estocolmo, é já aquele onde CR7 mais golos marcou pela seleção nacional em jogos fora de casa: cinco, pois claro.

Ronaldo é o maior goleador da história da Seleção de Portugal, possuindo também a maior quantidade de golos pela Seleção entre os jogadores atualmente ativos, tendo marcado 101 golos em 165 partidas desde sua estreia em 20 de agosto de 2003.

A 5 de março de 2014, Ronaldo marcou dois golos na vitória de Portugal por 5-1 sobre Camarões, chegando à marca de 49 golos pela Seleção, convertendo-se assim no maior goleador de seu país, superando os 47 golos marcados por Pauleta. Em 14 de novembro de 2014, marcou o único golo numa partida de qualificação para o Campeonato Europeu de Futebol contra a Arménia, alcançando a marca de 23 golos em partidas entre seleções europeias, superando o recorde previamente ocupado pelo turco Hakan Şükür e pelo dinamarquês Jon Dahl Tomasson. Em 20 de junho de 2018, anotou seu 85º golo por Portugal na vitória por 1-0 sobre o Marrocos na Copa do Mundo FIFA de 2018, para superar ao húngaro Ferenc Puskás como o maior goleador de todos os tempos de uma Seleção europeia. Ronaldo também possui na sua carreira nove hat-tricks – quando um jogador marca três golos na mesma partida – por Portugal e, em duas ocasiões, um poker – quatro golos na mesma partida.

Ronaldo participou em dez principais torneios pela Seleção: quatro Campeonatos Europeus, em 2004, 2008, 2012 e 2016, quatro Campeonatos do Mundo, em 2006, 2010, 2014 e 2018, uma Taça das Confederações em 2017, e uma Liga das Nações, em 2019, e marcou golos em todos estes. Após a conquista de Portugal do Campeonato Europeu de 2016, Ronaldo levantou o troféu como o capitão da sua equipa, e também foi galardoado com a Bota de Prata como o segundo maior goleador conjunto do torneio, com três gols e três assistências.

Ronaldo foi o autor de 9 golos em Campeonatos Europeus, 7 nas fases finais do Campeonato do Mundo, 5 na Liga das Nações e 2 na Taça das Confederações. Também possui a marca de 30 golos nas eliminatórias para o Campeonato do Mundo, e 31 na fase de qualificação para o Campeonato Europeu, convertendo-se assim no primeiro jogador a marcar 50 golos em eliminatórias europeias. Os outros 17 golos foram marcados em jogos amigáveis. Os adversários contra quem Ronaldo tem o maior número de golos marcados é a Lituânia, Luxemburgo e Suécia com sete gols. O estádio em que Ronaldo possui o maior número de golos pela Seleção Portuguesa é o Estádio da Luz, em Lisboa, onde fez golos em dez oportunidades.

O iraniano Ali Daei (109) é o único homem no futebol mundial que tem mais golos do que o avançado luso. Várias mulheres atingiram a marca dos 100 golos pela selecção e o máximo pertence à canadiana Christine Sinclair, com 186, enquanto a alemã Birgit Prinz é a recordista europeia, com 128.

Melhores goleadores de selecções na Europa
Cristiano Ronaldo (Portugal) – 101 golos em 165 jogos
Ferenc Puskás (Hungria e Espanha) – 84 golos em 89
Sándor Kocsis (Hungria) – 75 em 68
Miroslav Klose (Alemanha) – 71 em 137
Gerd Müller (República Federal da Alemanha) – 68 em 62
Robbie Keane (República da Irlanda) – 68 em 146
Zlatan Ibrahimović (Suécia) – 62 em 116
Robert Lewandowski (Polónia) – 61 em 112
Imre Schlosser (Hungria) – 59 em 68

Exit mobile version