Xi Jinping apela à solidez e estabilidade nas relações China-EUA

O presidente chinês, Xi Jinping, pediu nesta terça-feira o desenvolvimento de uma relação China-EUA “sólida e estável”, durante uma videoconferência com o presidente dos EUA, Joe Biden.

Xi disse que a China e os Estados Unidos “devem respeitar-se mutuamente, coexistir em paz, buscar uma cooperação vantajosa para os dois países e administrar adequadamente os assuntos internos, ao mesmo tempo que são assumidas responsabilidades internacionais”.

O presidente chinês destacou que tanto a China quanto os EUA estão em “estágios críticos de desenvolvimento”, e que a “aldeia global” da humanidade enfrenta vários desafios.

Enquanto duas potências económicas mundiais e membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU, a China e os EUA “precisam de aumentar a comunicação e a cooperação, cada um gerindo adequadamente seus assuntos internos e, ao mesmo tempo, arcando com sua parcela de responsabilidades internacionais e trabalhando juntos para avançar na nobre causa da paz e do desenvolvimento mundial”, disse Xi.  “Este é um desejo comum dos dois países e de todo o mundo, e a missão conjunta dos líderes chineses e americanos”, acrescentou.

Xi ressaltou que a estabilidade das relações bilaterais é necessária para fazer avançar o desenvolvimento dos dois países e para salvaguardar um ambiente internacional “pacífico e estável”, incluindo a descoberta de “respostas eficazes aos desafios globais”, como as alterações climáticas e a pandemia.

“A China e os EUA devem respeitar-se mutuamente, coexistir em paz e buscar uma cooperação em que todos ganham” referiu, expressando a sua disposição para trabalhar com o presidente americano no sentido de “construir consensos e tomar medidas ativas para fazer as relações avançarem numa direção positiva”.

“Isso irá promover os interesses dos dois povos e atender às expectativas da comunidade internacional”, acrescentou Xi Jinping.

 

Exit mobile version