Notícias Saúde

Universidade de Coimbra recebe 1,2 milhões de euros para estudar o autismo

A Universidade de Coimbra (UC) foi contemplada com um financiamento de 1,2 milhões de euros para desenvolver estudos sobre o autismo, utilizando inteligência artificial e machine learning. O projeto denominado Move4ASD tem como objetivo analisar e caracterizar as perturbações do desenvolvimento desta doença.

Move4ASD: A tecnologia em prol da identificação do autismo

O Move4ASD é um iniciativa que pretende utilizar inteligência artificial e machine learning para identificar casos de autismo através da análise de tarefas de imitação, segundo afirma João Ruivo Paulo, investigador-coordenador do projeto. Os ensaios clínicos já estão sendo realizados e têm como foco a investigação do mecanismo de aprendizagem designado neurónio-espelho em pacientes com autismo.

Uma abordagem inovadora no diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista

Atualmente, o diagnóstico do Transtorno do Espectro Autista (TEA) é realizado majoritariamente por meio de avaliações clínicas e comportamentais, o que pode levar a diagnósticos tardios e tratamentos menos eficazes. A utilização das tecnologias de IA e machine learning no projeto Move4ASD visa não apenas identificar casos de autismo, mas também melhorar a compreensão dos mecanismos cerebrais envolvidos nesta condição.

Autismo: Uma doença ainda pouco compreendida

Indivíduos com autismo podem apresentar dificuldades em processos comunicativos, cognitivos e de consciência e perceção emocional. Apesar dos tratamentos existentes, a origem da doença permanece desconhecida. Estudos recentes têm focado na análise de imagens de ressonância magnética para identificar alterações cerebrais em fetos associadas ao desenvolvimento futuro do transtorno.

Leia também:  PSG com 60 milhões para levar Ugarte, Chelsea é o próximo a avançar

Os desafios e as expectativas com o projeto Move4ASD

O financiamento de 1,2 milhões de euros recebido pela Universidade de Coimbra permitirá o avanço nas pesquisas sobre o autismo e pode trazer novas perspectivas no diagnóstico e tratamento desta condição. Algumas das principais questões abordadas pelo projeto incluem:

  • Avaliar a eficácia das tecnologias de IA e machine learning no diagnóstico do autismo;
  • Compreender os mecanismos cerebrais envolvidos no Transtorno do Espectro Autista;
  • Desenvolver métodos mais precisos e rápidos para a identificação do autismo;
  • Possibilitar intervenções terapêuticas mais eficazes e personalizadas;

Embora o caminho seja desafiador, o financiamento recebido pela UC demonstra o reconhecimento internacional da relevância e potencial do projeto Move4ASD no avanço do conhecimento sobre o autismo.

Um marco para a pesquisa científica portuguesa

O financiamento obtido pela Universidade de Coimbra para o projeto Move4ASD é um importante marco para a pesquisa científica em Portugal. A consolidação deste projeto também reforça o papel das instituições acadêmicas portuguesas no cenário internacional, como é o caso da Escola de Engenharia da Universidade do Minho, que recentemente recebeu diversas premiações e louvores nacionais e internacionais.

A contribuição da tecnologia e inovação nas pesquisas sobre autismo

Projetos como o Move4ASD evidenciam a importância da aplicação de novas tecnologias e abordagens inovadoras na busca por soluções para doenças ainda pouco compreendidas. O uso de inteligência artificial e machine learning no estudo do autismo pode abrir caminhos para a descoberta de novos tratamentos e métodos diagnósticos mais eficientes, melhorando a qualidade de vida dos pacientes e suas famílias.

Fontes

  • https://www.pcguia.pt/2023/02/cientistas-portugueses-querem-usar-ia-para-estudar-e-caracterizar-as-perturbacoes-do-desenvolvimento-do-autismo/
  • https://comunidadeculturaearte.com/entrevista-valerio-romao-era-demasiado-portugues-para-os-franceses-e-demasiado-frances-para-os-portugueses/
  • https://www.noticiasaominuto.com/lifestyle/1969826/imagens-mostram-alteracoes-cerebrais-ligadas-ao-autismo-em-bebes-no-utero
  • https://e-global.pt/noticia/vida/escola-de-engenharia-da-universidade-do-minho-com-vinte-premios-num-trimestre/