Notícias Sociedade

O potencial económico das comunidades portuguesas

As comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo têm um enorme potencial económico que pode ser explorado e beneficiar tanto Portugal como os países de acolhimento. Este artigo irá analisar as várias vertentes desse potencial, desde as relações bilaterais com outros países ao investimento em setores estratégicos, passando pela importância da investigação clínica.

Relações bilaterais entre Portugal e outros países

Portugal tem vindo a estreitar laços económicos com diversos países, como Angola e Islândia, através da cooperação bilateral em áreas estratégicas para ambas as nações. O Ministro dos Negócios Estrangeiros, João Gomes Cravinho, afirmou recentemente que as relações económicas entre Portugal e Angola estão “ainda longe de cumprir o seu potencial”, mas que ambos os países devem trabalhar juntos nesse sentido.

O Primeiro-Ministro António Costa também expressou o desejo de desenvolver projetos de cooperação económica com a Islândia nos setores das energias renováveis e economia azul. A visita à Islândia serviu para lançar o “anzol ao mar” e aproximar ainda mais estas duas nações.

Setores estratégicos para a cooperação económica

  • Energias renováveis: Com a crescente preocupação ambiental, a aposta nas energias renováveis torna-se cada vez mais importante. Portugal e Islândia têm demonstrado interesse em colaborar nesta área, aproveitando a proximidade geográfica e o conhecimento mútuo adquirido através das comunidades portuguesas no país.
  • Economia azul: A exploração sustentável dos oceanos é outro setor em que Portugal e Islândia podem cooperar. Ambos os países têm uma ligação histórica ao mar e um interesse mútuo na sua preservação e aproveitamento económico.

Investimento em investigação clínica

A investigação clínica é outra área com enorme potencial de crescimento para Portugal. Um estudo da PwC e Apifarma publicado em 2019 concluiu que, apesar de terem sido dados alguns passos no sentido de promover a investigação clínica, Portugal apresenta uma diferença de até 3.7x entre o número de ensaios clínicos submetidos por milhão de habitante quando comparado com outros países de dimensão semelhante ou mesmo inferior.

Leia também:  Cartas de condução do Reino Unido reconhecidas por mais um ano em Portugal

Esta situação demonstra que há ainda muito espaço para crescimento e investimento na área da investigação clínica em Portugal, com benefícios tanto para a economia nacional como para o avanço da ciência e da medicina.

A importância das comunidades portuguesas no desenvolvimento da investigação clínica

As comunidades portuguesas presentes em diferentes países podem desempenhar um papel crucial no desenvolvimento da investigação clínica em Portugal. Além de contribuírem com conhecimentos técnicos e experiências adquiridas no estrangeiro, estas comunidades também podem facilitar a cooperação e troca de informações entre instituições e investigadores portugueses e estrangeiros.

Conclusão

O potencial económico das comunidades portuguesas é imenso e deve ser explorado de forma a beneficiar tanto Portugal como os países onde estas se encontram. A cooperação bilateral em setores estratégicos, como as energias renováveis e economia azul, bem como o investimento na investigação clínica são apenas algumas das áreas em que este potencial pode ser aproveitado.

É importante salientar que a colaboração entre as comunidades portuguesas e o Governo português é fundamental para o sucesso destas iniciativas. Juntos, podem tornar Portugal mais competitivo no cenário internacional e melhorar a qualidade de vida das populações envolvidas.

Fontes

  • https://eco.sapo.pt/2023/05/17/relacoes-economicas-entre-portugal-e-angola-estao-longe-de-cumprir-o-potencial-diz-gomes-cravinho/
  • https://away.iol.pt/renovaveis/energia/portugal-quer-trabalhar-com-a-islandia-em-projetos-de-energia/20230516/64634c0dd34ea91b0aac8a95
  • https://rr.sapo.pt/noticia/pais/2023/05/15/costa-afirma-que-lancou-na-islandia-anzol-ao-mar-para-projetos-de-energia-e-oceanos/331499/
  • https://cnnportugal.iol.pt/saude/maria-reis-cumprir-o-potencial-dos-ensaios-clinicos-em-portugal/20230515/646264cfd34ef47b8753e122