Notícias Sociedade

Empresa portuguesa angaria milhares de euros para produzir flores comestíveis

Microgreens: uma história de sucesso em crescimento

A empresa portuguesa Microgreens tem vindo a revolucionar o mercado gastronômico com a sua oferta de microvegetais e flores comestíveis. Fundada por Tomás Lancastre, de 25 anos, a marca já arrecadou mais de 420 mil euros em 2018 e fornece os seus produtos para quase todos os chefs que trabalham em Portugal, incluindo nomes como José Avillez, Olivier e Ljubomir Stanisic.

O aumento da procura pelos exclusivos vegetais levou a Microgreens a duplicar a área de produção no final do ano passado, construindo uma segunda estufa de 1000m². A história começou com uma ideia na cadeira de marketing do curso de gestão e hoje a empresa conta com 250 clientes satisfeitos.

Aposta na sustentabilidade e inovação

Com um compromisso crescente com a sustentabilidade, a Microgreens buscou financiamento para continuar a sua produção utilizando fontes de energia renováveis. Dessa forma, recorreu à plataforma de financiamento de projetos sustentáveis Goparity, realizando uma campanha de crowdlending.

A campanha foi concluída em menos de uma semana, e a empresa conseguiu angariar mais de 55 mil euros provenientes de 678 investidores. Com esse valor, será possível suportar os custos inerentes à instalação de uma unidade de produção de energia elétrica solar fotovoltaica, evitando emissões associadas à produção dos microvegetais e flores comestíveis.

Instalação de 60 módulos solares fotovoltaicos

Os fundos angariados serão utilizados para instalar um total de 60 módulos solares fotovoltaicos que irão garantir a continuidade da produção das flores comestíveis e microvegetais com a ajuda da energia do sol. Este investimento não só ajudará a Microgreens a consolidar-se como uma empresa sustentável, mas também reduzirá os custos energéticos associados à produção.

Leia também:  Canabidiol é identificado na planta Trema Micrantha Blume no Brasil

Expansão no mercado gastronómico

A produção de alta qualidade de flores comestíveis e microvegetais tem contribuído para o sucesso da Microgreens no mercado gastronómico português. A aposta na inovação e na oferta de produtos diferenciados tem sido reconhecida pelos chefs mais renomados do país, que passaram a incluir esses ingredientes em suas criações culinárias.

Criações únicas e sofisticadas

As flores comestíveis e microvegetais conseguem dar um toque especial aos pratos, proporcionando sabores e texturas diferentes que surpreendem até os paladares mais exigentes. Graças ao trabalho desenvolvido pela Microgreens, os chefs portugueses têm agora uma maior diversidade de opções para criar experiências gastronómicas únicas e sofisticadas.

  • Flores comestíveis: Podem ser utilizadas para dar cor e sabor a pratos doces e salgados, como saladas, sobremesas ou mesmo cocktails.
  • Microvegetais: São cultivados em pequena escala e colhidos ainda jovens, o que lhes confere um sabor mais intenso e uma textura delicada. Podem ser incorporados em diversos pratos, desde entradas a acompanhamentos.

Futuro promissor

O sucesso alcançado pela Microgreens demonstra o potencial do mercado de flores comestíveis e microvegetais em Portugal e além-fronteiras. A aposta na inovação, qualidade e sustentabilidade certamente continuará a impulsionar a empresa no cenário gastronómico nacional e internacional.

A instalação dos módulos solares fotovoltaicos é apenas mais um passo na consolidação da Microgreens como uma marca consciente e comprometida com um futuro mais verde e sustentável. Com o apoio dos investidores e clientes, a empresa tem tudo para continuar a crescer e a surpreender o mundo gastronómico com seus produtos diferenciados e saborosos.

Fontes

  • https://lifestyle.sapo.pt/saude/noticias-saude/artigos/empresa-portuguesa-angaria-milhares-de-euros-para-produzir-flores-comestiveis
  • https://www.vidarural.pt/sem-categoria/microvegetais-e-flores-comestiveis-a-medida-dos-chefs/